segunda-feira, 26 de outubro de 2009

PARE, ESCUTE, OLHE RECEBE SEIS PRÉMIOS NUM DIA





As exibições de “Pare, Escute, Olhe” no Doc Lisboa e no Cine Eco, em Seia, correram muito bem. Sentimos a vibração e o carinho do público, mas nem sequer imaginávamos o fim-de-semana de emoções.
Na apresentação em Seia, vários amigos estiveram presentes para nos dar apoio, inclusive, Hermínio Carvalhinho, pastor da Serra da Estrela e protagonista de “Ainda há pastores?” – um grande amigo que fez questão de partilhar este momento connosco.
Mas foi no Sábado, 24 de Outubro, o derradeiro dia. Ao desfrutar das belas paisagens da Serra, recebemos um telefonema do Cine Eco anunciando que tínhamos vencido em três categorias: Prémio Internacional, Prémio Lusofonia e Prémio Juventude. Ficámos sem palavras, fomos assolados por um sentimento indescritível. Foram dois anos e meio de dedicação, empenho, imbuídos por um espírito de missão em prol do Vale de Tua que, afinal, também conquistou outras pessoas. Esse sim, o factor que nos enche mais de alegria.
Pouco tempo depois, recebíamos um telefonema da organização do Doc Lisboa afirmando que era mesmo importante estar presente na conferência Palmarés, marcada para as 18h15.
Olhámos para o relógio, fizemos contas ao tempo, passadas 2h20 estávamos na Culturgest, em Lisboa. O Jorge nem teve tempo de aquecer o lugar. Fomos contemplados com três prémios: Melhor Documentário Nacional, Melhor Montagem e Prémio Escolas. Se antes tínhamos ficado sem palavras, agora estávamos anestesiados com tanta emoção.
Umas palavras aos jornalistas, tivemos que regressar a Seia para a cerimónia de entrega de prémios, marcada para as 22h.
Vivemos uma noite intensa, única, gostaríamos de destacar dois momentos que vão permanecer na memória: as palavras de Laura Soveral a apelar para que os responsáveis parem, olhem e escutem a realidade do Tua. O outro momento foi proporcionado por Lauro António, salientado o olhar e sensibilidade do Jorge para a realidade, apontando-o como um dos grandes documentaristas da actualidade.
Apesar de toda a alegria e reconhecimento do nosso trabalho, foram os transmontanos e o Vale do Tua os grandes vitoriosos da noite.

Bem-haja a todos!

2 comentários:

  1. Que maratona, mas profundamente compensadora, não? Parabéns (mais uma vez).

    ResponderEliminar
  2. Parabéns e muito obrigado pelo alerta e pelo empenho.

    ResponderEliminar