terça-feira, 24 de novembro de 2009

JORGE PELICANO NO PESSOAL E TRANSMISSÍVEL DA TSF


Para quem não ouviu, partilhamos convosco o programa Pessoal e Transmissível da TSF onde estivemos presentes. À conversa com Carlos Vaz Marques, vários assuntos vieram à antena: "Ainda há pastores?", o pastor Hermínio, o documentário em Portugal, "Pare, Escute, Olhe", a abordagem interventiva, o documentário militante, a sétima arte.
Palavras sobre documentário e cinema para se voltarem a ouvir!
PARA OUVIR CLIQUE AQUI

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

“OBRIGADO POR TUDO O QUE FIZERAM POR NÓS”

Os ponteiros do relógio aproximavam-se das duas da tarde. Na Ribeirinha, aldeia central do documentário, as pessoas concentravam-se à porta do café Lucky Luke. O dia era especial, pela primeira vez iam ver o filme em que são protagonistas.
Autocarros, contratados pela Câmara de Mirandela, percorreram várias aldeias a apanhar todos aqueles que não têm mais nenhuma forma para se deslocar. Para facilitar o processo, Acácio Amaral, pegou na sua velha barca, que há muito não pousava nas águas do rio Tua, passou, dois a dois, alguns habitantes da aldeia de Barcel, localizada ao lado da Ribeirinha - a falta de uma ponte entre as aldeias faz com que para se deslocarem por estrada tenham de fazer 14 km.
Abílio, ex-ferroviário personagem central do documentário, esteve atento a todas as movimentações. Um contratempo na sua saúde impediu-o de rumar a Mirandela, ao contrário de grande parte dos habitantes.
No Centro Cultural de Mirandela, os 480 lugares não chegaram para acolher todos os interessados, muitos foram os que optaram ficar de pé para ver "Pare, Escute, Olhe". As luzes apagaram-se, do escuro da sala surgiram muitas reacções: riso, silêncio, revolta, um turbilhão de emoções.
No final da sessão, ainda a quente, as reacções custavam a sair: “Estou muito emocionado”; “Nunca imaginei que a nossa terra fosse tão bonita”; “Fiquei feliz por ver muitas pessoas a favor do comboio e contra a barragem”.
O xi coração de Jorge Laiginhas (escritor transmontano), as palavras sábias de Pedro Fernandes (jovem agricultor), o calor humano dos amigos, da família, de todos os que nos acompanharam nesta caminhada, são momentos que vão ficar para sempre na nossa memória, assim como, todas as pessoas que cgegavam ao pé de nós e diziam: “Obrigado por tudo o que fizeram por nós”. É indescritível e difícil de transmitir tudo o que sentimos naquele momento, mas fica a certeza de que valeu a pena os dois anos e meio de trabalho e dedicação. Um agradecimento especial à Câmara de Mirandela, ao Pedro, à Graça e António pelo apoio.

Depois da azáfama da apresentação, no Domingo, passámos o dia na Ribeirinha. Organizámos uma sessão no Lucky Luke para os que não puderam estar presentes em Mirandela, inclusive o Ti Abílio. Resumindo: um momento delicioso a juntar a muitos outros.
Como não podia deixar de ser, a conversa terminou à mesa ao sabor de umas belas alheiras, queijos e enchidos. Regressámos, também como é habitual, com a mala do carro a abarrotar de batatas, cebolas, legumes, alheiras, mimos que há muito nos habituaram. Em Trás-os-Montes sentimo-nos em casa.
OBRIGADO POR TUDO O QUE FIZERAM POR NÓS
Jorge Pelicano e Rosa Silva







quarta-feira, 11 de novembro de 2009

APRESENTAÇÃO AOS PROTAGONISTAS MIRANDELA | 14 NOV 17H e 21H30 | CENTRO CULTURAL DE MIRANDELA

PARE, ESCUTE, OLHE vai ser apresentado aos protagonistas que, pela primeira vez, vão ver as suas estórias reflectidas numa tela.

Fernanda vive numa estação abandonada.
Berta, utilizadora frequente do comboio, necessita do transporte para ir ao médico ou simplesmente comprar um litro de leite.
Pedro Couteiro, activista, um acérrimo defensor dos rios.
Jorge Laiginhas, escritor transmontano, conduz-nos às entranhas e beleza do vale.
Abílio Ovilheiro, ex-ferroviário, vive numa estação activa, autêntico sabedor de notícias da região.

Todos eles, políticos, pessoas que vêm de aldeias da parte activa e desactivada da Linha do Tua, vão assistir à sessão das 17H. Depois da apresentação segue-se um debate com o realizador e um jantar com todos os intervenientes.

Estamos na expectativa!







terça-feira, 3 de novembro de 2009

PARE, ESCUTE, OLHE NO FESTIVAL MOSTRA'LÍNGUA, EM COIMBRA



PARE, ESCUTE, OLHE vai estar presente na 3ª Mostra Internacional de Cinema Internacional em Língua Portuguesa, que decorre em Coimbra, nos dias 6, 7 e 8 de Novembro.
O nosso documentário vai ser exibido no Sábado, 7 de Novembro, às 18H, no Teatro da Cerca de São Bernardo.

Mais informações: www.mostralingua.org