terça-feira, 3 de novembro de 2009

PARE, ESCUTE, OLHE NO FESTIVAL MOSTRA'LÍNGUA, EM COIMBRA



PARE, ESCUTE, OLHE vai estar presente na 3ª Mostra Internacional de Cinema Internacional em Língua Portuguesa, que decorre em Coimbra, nos dias 6, 7 e 8 de Novembro.
O nosso documentário vai ser exibido no Sábado, 7 de Novembro, às 18H, no Teatro da Cerca de São Bernardo.

Mais informações: www.mostralingua.org

5 comentários:

  1. Tás em grande jovem

    Aquele abraço...

    Uma mensagem para ti se quiseres ler

    http://tasquinha.blogspot.com/2009/11/pare-escute-e-olhe.html

    ResponderEliminar
  2. http://popcornparadise.blogspot.com/2009/11/pare-escute-olhe-pare-escute-olhe.html

    ResponderEliminar
  3. http://popcornparadise.blogspot.com/2009/11/pare-escute-olhe-pare-escute-olhe.html

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez, os meus sinceros parabéns a toda a equipa que pôs de pé este projecto, magnífico em toda a linha!
    Como conhecedor da linha do Tua (bem como da linha do Sabor, esta sim, já completamente abandonada e sem barragens a servir de motivo para a sua desactivação) foi com enorme orgulho e alguma emoção que vi não apenas um simples documentário (com tudo o que isso tem de cinematográfico), mas uma obra/manifesto, cuja importância o presente e o futuro próximos tenderão a julgar como uma maneira de ver/reflectir os temas socialmente relevantes de uma forma única e apelativa.
    O vosso trabalho (que é de todos nós, em última análise) não pode/deve ficar por aqui: a denúncia está feita, o mote está lançado, tirem-se os resultados necessários.
    Como eu costumo dizer, "Portugal é o país que há, e os portugueses são o povo que se arranja". Ainda bem que há gente como vós!

    ResponderEliminar
  5. Mais um comentário (de pessoa alheia):
    "Depois do comboio tem vindo tudo atrás, escolas, centros de saúde, maternidades etc. etc. Só vão ficando os velhos e o casario.
    Até os políticos transmontanos depois de se apanharem em Lisboa não mais querem saber da sua terra para nada e é pena.
    Portugal vai encolhendo ao sabor dos grandes interesses."

    ResponderEliminar